Blog das Essências
Blog das Essências
Blog das Essências

Pressão e Sucesso

Será que o sucesso existe sem aquela pitadinha de pressão? Será que algum dia a pressão realmente acaba?

Sinceramente penso que não, somos estimulados desde bem pequenos a ter sucesso, um atrás do outro. Quer ver… pense bem, quando fazemos “festinha” para as crianças quando fazem algo novo, quando dá alguns passos mesmo que vacilantes, quando começam a andar de ‘bike’ sem cair ou quando tiram as rodinhas da primeira bicicleta, sempre somos estimulados, e aplaudidos nas conquistas, então aprendemos a querer mais.

Notas da escola – são boas, nos dão parabéns, junto com certa pressão para que no próximo boletim sejam ainda melhores, em todas as áreas, fez nível um, já perguntam quando seguira para o “dois”. Hoje em dia até os Vídeos Games cobram imediatamente para que faça mais pontos, vá para outro jogo com maior dificuldade, sempre com um novo desafio o que quer dizer… pressão     

Só que precisamos pensar que com o passar do tempo esta pressão começa a ser nossa. Nós mesmos passamos a querer mais e mais.

Imagine o quanto um atleta, de qualquer modalidade esportiva que pratique, desde muito pequeno. Os aplausos de seu sucesso vão se tornando parte de cada treino, de cada segundo a menos na tabela de pontuação para ultrapassar os próprios recordes.

As Olimpíadas no Japão acabaram. A maioria dos vencedores tem algo em comum. Subir mais um pouco no podium ou manter-se no que conquistou.

O certo é que a pressão de dentro ou de fora nunca acaba, natural é ser campeão, não nos preparam para não termos sucesso. Mesmo crescidos ninguém quer pensar em fracassar, perder, com isso o perigo é deixar de tentar. 

  Hoje vemos com muita frequência competições infantis que outorgam medalhas para todos os participantes, não importando perder ou ganhar. Talvez isso dê a falsa ideia que não preciso de esforço algum para receber prêmios.

Por outro lado não ajudam em nada o crescimento emocional, crianças precisam aprender a lidar com o que não dá certo, com os erros, em ficar fora do “podium”. Às vezes ganhamos, outras não. Isso nos diz que precisamos de mais dedicação, treino, mais paciência e persistência. 

A pressão nunca acabará, cada ‘nova’ ideia desencadeia uma torrente de ações para chegarmos ao ‘podium’ não importa qual, sempre iremos querer vencer, por isso lidar com a pressão externa e interna são coisas difíceis, e não sobra energia nem por um instante para o não dar certo, incluir a possibilidade do fracasso pode nos fortalecer, perder não pode ser o fim do mundo. Pode mostrar mais claramente a necessidade de maior tempo de treino e dedicação.

Precisamos nos preparar melhor para as coisas que não dão certo na vida, para não deixarmos de lado o que realmente importa que é tentar nos superar, dar o melhor de si em tudo que se faz não necessariamente é a certeza de medalhas, mas sempre pode ser um bom começo. 

Casinhas de rua – parte # 2

Coisas boas acontecem, mesmo na pandemia.

Fiz um caminho diferente para fotografar a outra casinha de rua, e quando chego lá o senhor Cleberson, estava com suas madeiras e tábuas, compensados e ferramentas. Usando tudo para refazer um estrado para uma cama de solteiro de uma moça que no final da nossa conversa chegou ali.

Perguntei se podia conversar comigo uns minutos que fossem sem atrapalhar seu trabalho, sobre a casinha dele, e claro a outra casinha. Quando perguntei se alguma ONG o tinha ajudado a fazer ele só riu e me falou:- eu que construo, fiz esta minha e a outra sob encomenda. Mas o cara vendeu para outro. 

Perguntei se podia fotografa-lo com a sua casa, ele logo sentou na porta de sorriu. E olhar dentro dela posso? É sua casa e eu quando escrevi sobre ela, fiz menção que caberia um colchão aí dentro; imediatamente me disse para entrar. Realmente cabe o colchão e um móvel ao lado. Muitas coisas por sinal. Rádio e ventilador estavam lá. Junto com coisas pessoais também. 

É a terceira casa que constrói a primeira queimou quando foi roubado. Perguntei se o amolam por morar ali. Se referiu ao prédio da frente que o perturbam um pouco. Medo tem de ser “machucado” por pessoas ruins – que o mundo esta cheio. 

Vícios? Álcool tentou parar e para por alguns dias, mas depois ele diz pensar – estou sozinho, moro sozinho, quer saber, vou beber. Morador das ruas desde pequeno, e aprendeu de tudo um pouco.  Um pouco de pedreiro e marceneiro e eletricista; por isso construo carrinhos para os outros e recolho muitas coisas que tem um bom uso para fazer várias outras coisas. Foi quando me mostrou a cama que esta consertando.

Quando a moça chegou para saber de alguma  “encomenda” me despedi e perguntei se podia escrever sobre nossa conversa e ajudá-lo com alguma coisa. 

Ferramentas, ele me disse, gosto de ferramentas. Do que precisa? Martelo? Não este eu já tenho. Ok, vou comprar algumas ferramentas e trago para você. Tá bom, mas não precisa. Faço questão, afinal, tomei seu tempo e estava trabalhando em suas coisas.

Tirando o pé do Vale de Lágrimas

Sacolinha de pontos positivos.

Esta ideia foi tirada de uma proposta feita em algum site, TV ou Facebook. A sugestão aqui é para que todo mundo pegue um pequeno bloco para anotações e escreva apenas as coisas positivas que aconteceram naquele dia, mas o mais importante é fazer isso todos os dias.

Cada um pode criar seu jeito para anotar estes dados positivos. Um pote na cozinha, reutilizando uma caixinha de presente, vidro de azeitona, palmito ou mesmo uma sacolinha. E por aí afora, tanto faz onde você irá guardar as anotações o importante é escrevê-las e guardá-las.

Nossa mente pode funcionar de forma muito restrita para as coisas pequenas e boas que nos acontecem todos os dias, por vezes, várias vezes no mesmo dia, porém nem levamos em conta, passam por nós e deixamos ir como uma brisa que sopra e não volta. Assoberbados como somos não guardamos estas pequenas ‘graças’ do dia a dia.

Estou falando de coisinhas pequenas nada memorável como acertar na loteria, esta também, claro; mas dar atenção as coisas corriqueiras, por exemplo, passar longe de congestionamentos, chegar ao ponto de ônibus e justamente o seu ônibus chegar em poucos minutinhos. Estou falando aqui das pequenas alegrias que deixamos de lado como se não fossem importantes.

Vejamos um porque disto. Todos temos um pelo menos um, pezinho ‘pregado’ no vale de lágrimas que é a vida de desencontros e sufocos que nos assolam diariamente. Mentes ocupadas e atarefadas demais para registrar dados positivos, mesmo que pequenos.

Esta ideia vem para colocar mais atenção nessas ‘coisinhas’ e assim trazer para o consciente as situações positivas com mais força, com mais energia e vigor. Isso fortalece nossa própria positividade e crença de que coisas boas podem gerar mais coisas positivas e boas a todo momento.

Tirando nosso pé ou os dois pés deste vale de lágrimas da vida que aprendemos via uma educação judaico-cristã. Esta educação por si não é ruim, o ruim é acreditar nela sem a ter avaliado com o nosso próprio juízo de valores. Por isso esta ideia de escrever o que de bom acontece naquele dia.

A pergunta para que todos pensem e com isso resolvam anotar é : – Será que nada de positivo acontece pelo menos uma vez ao dia? E assim a sacolinha de pontos positivos pode no final do ano nos dar bons frutos. Um retorno que nossa caminhada nestes meses não foi um caos ao verificarmos o saldo total.

Certamente fazer este exercício nos fará amadurecer, aprender sobre ponderação faz parte da vida adulta. Maturidade é a soma constante de todas as experiências vividas dia após dia. Por isso ter consciência de tudo que acontece, positivo ou nem tanto, nos ajudará a fazer esta equação no final do ano ou até mesmo no final de cada noite.

O que poderá nos ajudar a ter uma melhor noite de sono e um novo dia com mais otimismo, por termos certeza de que coisas boas acontecem todos os dias.

Boas anotações a todos!

Objetivos Palpáveis

Objetivos possíveis, visando sempre o melhor mesmo que nem sempre – pareça tão fácil de conseguir! Este princípio pode levar a vida adiante, e também é capaz de abrir portas e nos dar boas soluções.

Isso combina muito com uma das Essências D’Água:- Luz no fim do Túnel, que oferece força e coragem para quem quer sair do escuro e chegar à luz, à solução daquele impasse, é uma essência que nos dá movimento, nos e leva ter ação.

Somos todos pressionados por desejos, que nos dão medos – em proporções diferentes para cada qual. Às vezes o medo é proporcional ao tamanho do nosso desejo mais profundo. A paralisação que ocorre quando pretendemos que algum sonho crie vida, venha daí; por isso esta essência é uma boa pedida, pois ela rompe a imobilidade.

Ideações e aspirações requerem pelo menos um tantinho de coragem e um olhar atento para o que é um objetivo palpável, para se chegar a ter pelo menos um esboço no papel. Se isso acontecer é muito provável que poderemos ver esta ideia se tornar presente.

Mas, o que é um objetivo palpável? Penso que são os planos que precisam de elaborações, ou seja, planejamento. Nada se torna palpável se não conseguirmos elaborar as estratégias de realização. Isso é:- deixar claro como este “sonho” poderá se concretizar. Qual a chance de dar certo? Qual a possibilidade de conseguir sucesso para o empreendimento? Como chegar lá? Então, esta é a hora para isto?

Talvez estas perguntinhas e outras tantas precisem ser feitas para que o plano vá adiante. Nada que um pouco de persistência não resolva O mais importante é ter consciência das próprias possibilidades de realizar algo. O que você realmente consegue fazer, para não viver só de ideações.

Antes de tudo realizar planos é um aprendizado. Sem gastar energia desnecessariamente com ideias que podem nos frustrar é preciso aprender a pensar. Ponderar é o melhor para isso. Ao examinar a questão já estaremos a caminho da realização.

Neste ponto será bem legal colocar outra essência d’água – Coconutque traz em si o potencial de enraizamento e frutificação. Pode ser que você queira adicionar também a essência do Polvo, que nos dá clareza e aguça nossa inteligência na resolução dos problemas.

Esta pequena formulação pode ser utilizada em inúmeras situações, você bem pode imaginar, afinal, somos seres movidos a desejos e buscamos realizações constantemente.

            Você pode acrescentar mais algumas essências em sua fórmula, para tal visite o site www.essenciasdagua.com pesquise as demais essências e então comece a canalizar para os seus objetivos palpáveis.

SUPERAÇÃO

Penso que superar é tão importante quanto respirar, pense comigo, nascemos e a primeira atitude que tomamos ou nos fazem tomar é respirar. Para que, se não para superar a perda do ‘nirvana’ que é o ventre materno. Por mais apertado que possa estar no final da gravidez na barriga da mamãe ainda é o melhor lugar do mundo, é o que ‘conhecemos’, onde vivemos.

Pois bem, continuemos a nossa história de vida, sendo assim superamos a fome aprendendo a mamar, e em cada momento fomos ‘superando’ dificuldade atrás de dificuldade, uma a uma, sempre.

Faço muito um ‘exercício’ no consultório que podemos dar vários nomes, revendo, ‘recapitulando’, revivendo e por aí afora. Sempre peço para se lembrarem de todo o processo de crescimento, de vida, e assim poderem dizer o que exatamente foi ‘fácil’ ou simples logo de primeira.

Coisas tipo muito antes de andar e falar, precisamos, por exemplo, ter que adquirir ‘entendimentos’ muitos entendimentos. E muitas superações começam bem ali.

Todo o aprendizado é de superações, a cada dificuldade onde precisamos levar mais tempo para ficar ‘craque’; para adquirir prática é preciso treino, às vezes muito e todo treino é superar-se, acredite, sempre.

Com esta visão bem real de que durante a vida toda sempre estamos nos superando em qualquer parte, a qualquer momento, sobre qualquer assunto e que conseguimos andar apesar dos tombos que levamos. Podemos nos ver como mais fortes.

Até dá para lembrar, daquelas quedas que tivéssemos antes de chegar a ter equilíbrio bastante para deixar as rodinhas da primeira bicicleta de lado, quantas vezes? Quanto tempo levou. Quantas vezes apagamos as letrinhas que saíram erradas no caderno do primeiro ano de escola?

Em cada uma das vezes vencemos ou ultrapassamos os problemas e dificuldades e seguimos à diante. Quando crescemos os problemas ‘crescem’ conosco. Um coração partido dói mais que um joelho ralado ninguém dúvida disso. Até que a vida nos chame para ir além e então apenas seguimos em frente superando outra vez.

É o que fazemos, superamos, com mais força e coragem que antes, esta ideia precisa estar presente, como os problemas e adversidades que vem e vão e saber que somos capazes de nos defender e de nos recuperar de infortúnios isso faz parte do nosso show de cada dia.

Esperança e Sonho

…”E o mar trará a cada um de nós esperança,  assim como o sono nos trará o sonho”…  – Cristóvão Colombo –

Não consegui encontrar onde esta frase foi realmente escrita ou dita por Cristóvão Colombo, nos lugares onde fui procurar não tive muita sorte, não teve jeito. Porém, isso pouco ou nada importa, o mais significativo aqui para mim é o que esta frase pode nos dizer em todos os momentos da nossa vidinha.

Será realmente que só o mar pode nos trazer esperança? Como trazia a cada navegador da época de Cristóvão Colombo, a cada partida das caravelas ao mar sem fim, a esperança se renovava com a mais remota possibilidade da descoberta de um novo caminho, de uma terra nova, um mundo novo.

Com este pensamento, me pergunto – será mesmo que só o sono poderá nos abrir as portas para que sonhos possam tornar-se uma realidade plausível no dia a dia? Ou será que sonhar é uma vantagem a ser trabalhada em nossas cabeças, para que a “fábrica de sonhos” nunca deixe de funcionar, jamais pare de ter ideias a alcançar, além disso, deixar metas por realizar não é uma boa pedida.

Sonhos e esperança andam juntos pela vida afora, seja dentro das caravelas de Colombo ou no embalo da própria cama na hora de dormir em casa; o que conta é não deixar desvanecer todas as possibilidades de realizar o que se quer. Não se esqueça disto.

É preciso não se acostumar com as coisas que o tempo tira de todos nós; por conta disso, é mais que prioritário ter a caixinha dos sonhos sempre à mão e em bom estado, aliás melhor ainda será em constante uso. O tempo não pode roubar a esperança de fazer a vida ter mais gosto, mais sentido, brilhar a cada novo dia. No mar, no ar através de um balão ou até mesmo numa lasquinha de algo que até, então, só pertencia a imaginação.

Cada um tem que alcançar seus próprios objetivos; como numa missão ele terá de que ser conquistado a cada passo, se é o que se quer, então é o que se deve fazer. Nesta caminhada podemos até não descobrir novos mundos como Colombo, porém, a vida tem mais sabor quando usamos a imaginação para realizarmos os sonhos que queremos transformar em sucesso na nossa realidade.

Desejo a todos nós que não nos falte nunca sonhos e esperança!

Blue Hole – Belize 2019

Faz tanto tempo que não escrevo que já nem sei mais se consigo, talvez tenha perdido o jeito. O traquejo.
O certo é que troquei a escrita pela leitura e só. Como quem está precisando colocar material para dentro ao invés de deixá-lo sair. Pelo menos por um tempo, só não sei precisar o quanto.

Muito tem a ver com estresse, disso estou certa. Que acaba dando certa impressão de vazio, logo sem nada para dar ou dividir com os demais. Mesmo agora não estou tão certa de conseguir um bom resultado. Afinal, fico muito tentada a voltar a ler o livro que tenho ao meu lado.

Assim mesmo, vale tentar contar esta experiência que vivi e que para muitos não foi lá estas coisas, pelo tanto que se fala e pelo tanto que a expectativa cria ao redor de qualquer tema. Neste caso, parece que ainda mais.

Então, finalmente fui conhecer o Blue Hole, em Belize, na América Central. Penso que desde que comecei a mergulhar e já faz um bom tempinho que isso aconteceu, ouço falar dele. A bem da verdade, existe mais um ou dois pelo planeta afora, não sei quantos, mas me parece que o mais falado é este o de Belize, talvez porque Jacques Cousteau esteve explorando muito tempo por aqui e feito alguns bons documentários a respeito dele e de todas as possibilidades de seu surgimento.

Claro que com todos os aparelhos com os quais ele dispunha explorou muito mais o Blue Hole que nós – reles mortais que demos um “pique ligeiro” por lá, passamos por entre as estalactites que se formaram há muitos anos, talvez milhões de anos, enquanto ainda era apenas uma caverna seca. Ok, tudo bem concordo, uma gigantesca caverna seca, porém, ainda assim uma caverna.

Lá do alto, das alturas, quando olhamos e nos deliciamos com a imagem do grande buraco azul (Blue Hole), confesso que o desejo de estar por lá é imenso. Empreender uma viagem de mergulho para Belize é bem no detalhe, por ser “meio fora de mão” e para estar pertinho desta beleza, e ter que ir e ficar em uma ilhazinha a uns 20 minutos de voo da capital – Cidade de Belize, que por muitos anos foi Colônia da Inglaterra.

Tivemos ventos fortes em um dos voos, e muito mar batido em todas as saídas de barcos, o que dificultou e muito voltar ao barco depois dos mergulhos. Claro, mais para uns e “umas” que para outros e para outras.

Contudo, fizemos bons mergulhos por lá, muitos peixes, arraias, golfinhos, tubarões e até os grandalhões manatees (peixe-boi) nadavam calmante por lá. De carrinhos de golfe, passeamos por praias paradisíacas onde traziam as “pinas coladas e margaritas” para as mesas instaladas sob o guarda-sol dentro dágua, simplesmente o máximo! A temperatura de 32º ou mais fora dágua e dentro dágua uns 27º ou 28º, acredite, muita coisa boa mesmo.

Nudibrânquios

Faço trocas positivas com o meio ambiente.

Nudibranquios - Fabio NauerSomos seres sociais – dificilmente estaremos bem se afastados dos outros seres humanos, porém não é nada fácil estar bem e de bem em meio às pessoas com humores tão inconstantes como facilmente podemos constatar. Esta Essência D’Água facilita as trocas com o meio ambiente, mesmo em um lugar com mais toxidade tanto dele próprio quanto das pessoas que nele circulam.

Indicações de Uso: Facilita segurança – confiança, Leveza – agilidade, Especial – adolescentes – fase de transição corporal. Combate problemas relacionados à pele: escamações/ escoriações/brotoejas/ queimaduras, problemas respiratórios, bronquites – bronqueolites.

Acesse o nosso site e conheça as outras essências:
www.essenciasdagua.com/essencias.php

Facebook/Twitter: @EssenciasDAgua
Instagram: @essencias_dagua