Blog das Essências
Blog das Essências
Blog das Essências

SUPERAÇÃO

Penso que superar é tão importante quanto respirar, pense comigo, nascemos e a primeira atitude que tomamos ou nos fazem tomar é respirar. Para que, se não para superar a perda do ‘nirvana’ que é o ventre materno. Por mais apertado que possa estar no final da gravidez na barriga da mamãe ainda é o melhor lugar do mundo, é o que ‘conhecemos’, onde vivemos.

Pois bem, continuemos a nossa história de vida, sendo assim superamos a fome aprendendo a mamar, e em cada momento fomos ‘superando’ dificuldade atrás de dificuldade, uma a uma, sempre.

Faço muito um ‘exercício’ no consultório que podemos dar vários nomes, revendo, ‘recapitulando’, revivendo e por aí afora. Sempre peço para se lembrarem de todo o processo de crescimento, de vida, e assim poderem dizer o que exatamente foi ‘fácil’ ou simples logo de primeira.

Coisas tipo muito antes de andar e falar, precisamos, por exemplo, ter que adquirir ‘entendimentos’ muitos entendimentos. E muitas superações começam bem ali.

Todo o aprendizado é de superações, a cada dificuldade onde precisamos levar mais tempo para ficar ‘craque’; para adquirir prática é preciso treino, às vezes muito e todo treino é superar-se, acredite, sempre.

Com esta visão bem real de que durante a vida toda sempre estamos nos superando em qualquer parte, a qualquer momento, sobre qualquer assunto e que conseguimos andar apesar dos tombos que levamos. Podemos nos ver como mais fortes.

Até dá para lembrar, daquelas quedas que tivéssemos antes de chegar a ter equilíbrio bastante para deixar as rodinhas da primeira bicicleta de lado, quantas vezes? Quanto tempo levou. Quantas vezes apagamos as letrinhas que saíram erradas no caderno do primeiro ano de escola?

Em cada uma das vezes vencemos ou ultrapassamos os problemas e dificuldades e seguimos à diante. Quando crescemos os problemas ‘crescem’ conosco. Um coração partido dói mais que um joelho ralado ninguém dúvida disso. Até que a vida nos chame para ir além e então apenas seguimos em frente superando outra vez.

É o que fazemos, superamos, com mais força e coragem que antes, esta ideia precisa estar presente, como os problemas e adversidades que vem e vão e saber que somos capazes de nos defender e de nos recuperar de infortúnios isso faz parte do nosso show de cada dia.

Esperança e Sonho

…”E o mar trará a cada um de nós esperança,  assim como o sono nos trará o sonho”…  – Cristóvão Colombo –

Não consegui encontrar onde esta frase foi realmente escrita ou dita por Cristóvão Colombo, nos lugares onde fui procurar não tive muita sorte, não teve jeito. Porém, isso pouco ou nada importa, o mais significativo aqui para mim é o que esta frase pode nos dizer em todos os momentos da nossa vidinha.

Será realmente que só o mar pode nos trazer esperança? Como trazia a cada navegador da época de Cristóvão Colombo, a cada partida das caravelas ao mar sem fim, a esperança se renovava com a mais remota possibilidade da descoberta de um novo caminho, de uma terra nova, um mundo novo.

Com este pensamento, me pergunto – será mesmo que só o sono poderá nos abrir as portas para que sonhos possam tornar-se uma realidade plausível no dia a dia? Ou será que sonhar é uma vantagem a ser trabalhada em nossas cabeças, para que a “fábrica de sonhos” nunca deixe de funcionar, jamais pare de ter ideias a alcançar, além disso, deixar metas por realizar não é uma boa pedida.

Sonhos e esperança andam juntos pela vida afora, seja dentro das caravelas de Colombo ou no embalo da própria cama na hora de dormir em casa; o que conta é não deixar desvanecer todas as possibilidades de realizar o que se quer. Não se esqueça disto.

É preciso não se acostumar com as coisas que o tempo tira de todos nós; por conta disso, é mais que prioritário ter a caixinha dos sonhos sempre à mão e em bom estado, aliás melhor ainda será em constante uso. O tempo não pode roubar a esperança de fazer a vida ter mais gosto, mais sentido, brilhar a cada novo dia. No mar, no ar através de um balão ou até mesmo numa lasquinha de algo que até, então, só pertencia a imaginação.

Cada um tem que alcançar seus próprios objetivos; como numa missão ele terá de que ser conquistado a cada passo, se é o que se quer, então é o que se deve fazer. Nesta caminhada podemos até não descobrir novos mundos como Colombo, porém, a vida tem mais sabor quando usamos a imaginação para realizarmos os sonhos que queremos transformar em sucesso na nossa realidade.

Desejo a todos nós que não nos falte nunca sonhos e esperança!

Mosaico das Essências D’Água – Mamãe – Bebê

Click para ampliar a imagem!!

 

MAMÃE – BEBÊ

Para o Dia Internacional da Mulher, uma noticia nova das Essências D´Água, veja só que será bacana aguardar por esta novidade.

 

Mulheres em geral vez por outra, dão uma balançada mesmo com toda coragem e força que possam ter.

As que estão carregando mais uma vida então nem se fala.

 

A estrutura que era bem talhada simplesmente derrete por conta dos hormônios que entram em ebulição; pelos longos meses da gravidez.

Não se pode ignorar a efervescência das emoções que ora as tornam todas “super poderosas”, ora acabam com todas elas em um único nocaute.

 

O certo mesmo é que estar fazendo parte desta gangorra do forte/fraco – sobe/desce – deixa qualquer mulher com os nervos a flor da pele. Mal se pode aguentar.

 

Além disso, como se não bastasse, o lado físico, entra aqui o lado fantasioso de toda cabecinha humana, imagine ser atormentada com mais algumas coisinhas do tipo, medos, do que pode acontecer, com o bebê, o que vai ser dele? Como serei com ele? O que será dele?

 

Ou mesmo antes disso como será o parto? Nossa Senhora do Bom Parto, existe mesmo, e se existe Ela realmente ajudará nesta hora? Ai meu Deus quanta aflição! Não tem mulher forte que não fique com as pernas bambas nestas horas com estas perguntinhas que não se calam nem por um instante.

 

Mesmo depois de nascido o rebento a fortaleza ainda esta se encontra em ruínas, tão pequeno o bebê, tão sensível, e outra penca de questões se acumulam e atormentam a vida e a alma, dia e noite desta mamãe. A cada choro, a cada hora.

 

Pois bem, as ESSÊNCIAS D´ÁGUA trará em breve uma nova formulação para esta fase da vida da mulher. E seu bebê.

Para cuidar ao mesmo tempo com o mesmo carinho de mães e filhos, passando por toda gestação, atendendo durante o período do parto na ida ao hospital inclusive, e claro no primeiro período com o bebê.

 

Mamãe+Bebê – gestação+parto+primeiros momentos

trará este aconchego e bem-estar para que a gestação seja mais tranquila. Com mais suavidade e conforto para o corpo e o espírito tanto da gestante como para seu bebê.

 

A ideia é fazer isso mesmo antes de nascer, afinal a gestação é um momento que ambos precisam de uma convivência harmônica com trocas de energéticas, sem solavancos; acariciar este bebê de todas as maneiras assim como se permitir ser acarinhada por ele.

 

Enquanto não chega na loja virtual – o que você pode fazer é pedir pelo telefone, faremos especialmente para você.

 

Coconut

coco encostado“Está em mim todo o alimento que preciso para crescer e frutificar.”

A essência

É com coco e sua fibra e força poderosa que esta essência vibracional trabalha, para trazer a realização mesmo durante as crises. A vibração desta essência é para aprofundar as ideações.

Transformando os esboços em realidade, crescendo e frutificando, chegando a resultados vantajosos, lucrativos.

Também para quem esta a deriva; sem saber aonde as idéias irão dar, trará a certeza de que dentro de nós esta a base necessária para nutrir os projetos, para enraizar as idéias e construir ‘pontes’, pois irá despertar a fibra de valente capaz de germinar as sementes.

Mosaico das Essências D’Água – Serenidade.

Quer ampliar? Click!

SERENIDADE

Tranquilidade e estabilidade.

Entristecimento e desgosto nos intoxicam de forma implacável, uma formulação para nos livrar da prisão desses sentimentos dolorosos, dessas antigas mazelas, e  assim trabalhar primeiramente com o perdão, sem o qual jamais conseguiremos esquecer e sair deste confinamento, é neste composto que encontraremos respaldo para trazer-nos de volta o bom humor e a jovialidade no coração.

Tecnologia do abraço

cl_9623Gente, eu preciso reparar uma falha sobre este texto, nesta semana depois de muito tempo recebo um e-mail bastante “áspero” reclamando a autoria do mesmo!

O Sr. Luiz Madureira, talvez não tenha lido em outros textos que escrevo aqui no STUM e sempre me preocupo e procuro dar a autoria das frases ou músicas, imagem ou endereço de onde pincei a ideia para continuar a escrevendo.

Sr. Madureira não percebeu que este texto é muito pequeno – perto dos que geralmente escrevo, muito provavelmente recebi este texto maravilhoso por algum e-mail, sem a devida autoria.

Então a colocação do subtítulo “vocabulário do matuto mineiro”, deve ter sido a única referência que veio junto com ele;  por conta disso não tem a autoria do Sr. Madureira.

Um amigo me perguntou:

– como você sabe que ele é realmente o autor? Pois é não sei, respondi!

O que sei é este texto foi colocado no “AR”, aqui no STUM por ser muito expressivo e que precisava ser mais divulgado isso em 2008.

Por isso hoje 8/1/2016 – agora que o “Matuto Mineiro” se apresentou recoloco este texto com a explicação pertinente ao fato ocorrido.

Desejando a ele sr. Luiz Madureira a todos os leitores um grande e amoroso abraço!  

Vocabulário do matuto mineiro

O matuto falava tão calmamente, que parecia medir – analisar e meditar sobre cada palavra que dizia…
– É… Esta é a invenção dos homens, a que mais tem sentindo é o abraço. O abraço não tem jeito de um só aproveitar! Tudo quanto é gente, no abraço, participa uma beradinha….
Quando você está danado de saudade, o abraço de alguém te alivia… Quando você está com muita raiva, vem um, te abraça e você fica até sem graça de continuar com raiva… Se você está feliz e abraça alguém, esse alguém pega um pouquinho da sua alegria… Se alguém está doente, quando você o abraça, ele começa a melhora, e você melhora junto também…
Muita gente importante e letrada já tentou dá um jeito de saber por que, que é, que o abraço tem tanta tecnologia, mas ninguém inda descobriu… Mas, eu sei!
Foi um espírito bom de Deus que me contou… E eu vou contar pra vocês o que foi que ele me falou: O abraço é bom por causa do Coração…
Quando você abraça alguém, faz massagem no coração!…

E o coração do outro é massageado também! Mas num é só isso, não… Aqui está a chave do maior segredo de tudo:

É que, quando nós abraçamos alguém, nós ficamos com dois corações no peito!…

Então…

UM ABRAÇO
Pra você!

Vovô e Vovó

imagesSA4QBKLM Amor dos avôs!

Um amor, sem dúvida… mas no mínimo diferente.

Que amor é este afinal, tão diferente e tão igual?

Talvez porque estejam amando desmedidamente pela segunda vez!

Tão intenso como mãe quando da primeira vez

e tão imenso e descomprometido como avó na segunda vez!

Hum…será mesmo???

Tão longe e tão perto, de repente?

Vamos lá…

Uma lenda, esta é de fabricação familiar – daquele tipo que crescemos ouvindo, e que não se não pode ter certeza total, pois lenda pessoal é formada por um punhadinho de lembranças, de um apanhado de verdades e pitadas de imaginação nossa e do “entorno”. Afinal cada um que conta a história para a criança conta com suas próprias impressões dos fatos e lendas pessoais também, daí o “imbróglio”.

O certo é que eu sonhava com uma avó, procurava por uma avó, e que com este desespero para ter uma avozinha chamava as amigas das minhas tias mais velhas de avó. Mesmo que nem fossem ainda senhorinhas, com idade para serem avós!

Parece que perguntava se era a minha avó. Então em um conselho de família para resolverem estes vexames simplesmente apelidaram a irmã mais velha de minha mãe de Avó. E assim meus grilos com a falta inconcebível de avó passou. Finalmente tinha uma para chamar de minha!

Tal a importância desta figura na vida de todos, que resolvi escrever sobre elas nesta data que se comemora o dia não das avós, mas dos avôs também. Para quem não sabe ou não lembra a aniversariante do dia 26 /julho é Santa Ana avó de Jesus. E São Joaquim o avô. e neste domingo comemoramos os dois juntos. Diz a folhinha!

De lá para cá já vi muitas avós, e avôs! Aqueles seres que realizam sonhos, já que a responsabilidade de criar, educar etc… é dos pais!

Por isso, os avôs se divertem mais e são leves no trato com crianças embora tenham seus limites, as avós por sua vez, tem outra postura, claro enxugam a baba “bem rapidinho”, para que possam ajudar com o bebê.

Porém algumas dessas avós começam ficando apavoradas com a possibilidade de não terem o mesmo coração amoroso e pronto para tudo que der e vier para os netos do mesmo modo que tiveram para os filhos.

O medo do novo, aquele que sempre nos assusta seja lá em que assunto for, e aqui porque deveria ser tão diferente? Afinal o bebê nunca viu a avó, e a pergunta é a mesma: – será que irá gostar de mim como avó? Será mesmo que existe isso de amor à primeira vista entre bebês e avós? Não deixa de ser um novo encontro. Será que vai gostar desta figura? Será que vai rir ou chorar ao vê-la?

Agora cá para nós existem avós que parecem ter nascido para tal, o papel lhes cai muito bem, como “papinha e fome”. São muito animadas e capazes de brincar e bagunçar como só mais uma das crianças. E não exatamente como uma “senhora de idade”, uma avó. É muito divertido ver isso e ouvir estas histórias entre netos, netas e avós.

Parece que sempre tem algo de inesperado, nelas tanto para as crianças como para as avós; que com mais experiência e visão de futuro, estas adoráveis criaturas podem ensinar com mais facilidade submetendo-se às brincadeiras do que quem precisa educar “vigorosamente”, onde existe “certa tensão no ar”.

O cuidado que todos os avôs precisam ter é do “Bubble Filter”, ou seja, ficarem obsecados pelo assunto, e a vida passar a rodar só dentro desta bolha que é o mundo dos netos. Se acabarem por esquecer todos os outros assuntos pertinentes a vida adulta acabam por se tornarem sem vida própria e quando ficam sozinhos se sentem vazios e cada vez mais necessitam de novas “coisinhas, “fotos e fatos”, gracinhas e gracejos, babinhas e tudo mais e mais, insistente e incessantemente de novidades dos bebes, o que nem sempre é possível por parte dos demais.

Isso pode se tornar muito doloroso, sofrido, angustiante, causando dor ao invés de trazer a alegria esperada só acrescenta aquela pitada de aflição diária, quando se espera notícias que não chegam.

A grande sacada afinal é apenas lembrar-se da necessidade de continuar tendo a vida que é sua, acrescida de uma  nova vida!

Ternura – É a formulação das Essências D’Água que vai manter seu coração batendo no ritmo e seu pensamento equilibrado, com paz interior mesmo sem tantas notícias, mas mantendo os corações em tamanho gigante para ambos!

TERNURA – Você a viu por aí – por onde anda ela?

Pouco se fala ou nada se fala sobre ternura ultimamente. Ela é nossa, e está em Versão 2nós só anda meio sem brilho por agora.

De tão pressionados que estamos e nos sentimos pelos acontecimentos da sociedade de hoje, que se impõe com uma crueldade nua e crua de todos os complexos dias de hoje.

Uma avalanche de acontecimentos desastrosos que os noticiários nos trazem diariamente e por várias vezes ao dia, com as novas da política brasileira que a cada momento aparece com uma novidade, seja nos mensalões, “petrolões”, delações, agora no tapetão verde do futebol e, claro, com as inúmeras prisões que estão acontecendo a todo momento, são tantas que já faltam cadeias!

Nossa vida tem outros lados, onde trabalhamos e onde vamos descansar como em casa, e lugares onde vamos nos distrair e passear nas ruas, parques, praias, ciclovias – que é a bola da vez em Sampa. Mas todos estes lugares andam bem perigosos. Alguns desastrosamente brutais. Pergunto-me com tudo isso, onde foi parar aquela bondade que existe nos corações onde habita a ternura e a amorosidade. Onde estar junto com outras pessoas não signifique estar de sobreaviso o tempo todo.

Como praticar amorosidade se cada vez mais estamos em estado de alerta, estressados e amedrontados, até mesmo “furiosos” com os vexames e escândalos de toda a sujeira que está aparecendo ali nas pontas do tapete?

Desânimo e desesperança batem bem no fundo, mas a ternura continua lá bem dentro de todos. Difícil é parar de pensar ou sentir que o mundo não está com nós. E que podemos nos manter no equilíbrio. Que amorosidade permanece mesmo nestes momentos de crise.

A ternura pode começar conosco, nos cuidados que precisamos ter, ou até redobrar nestes momentos, para não deprimir, para não colocar mais lenha na fogueira. Generalizar a situação ou a índole das pessoas nos leva a um estado de espírito muito desanimador.

Estar de bem consigo mesmo, fazer a sua parte, ter a sua mente aberta ao positivo é o deve contar primeiro; o que o outro faz ou como fez sacanagens só trará desassossego, então continue o seu caminho.

Não deixe de dar bom dia! Nem de pedalar numa bike, talvez vários pequenos pedaços de corajosos acabem formando um corajoso inteiro, e traga um passeio de paz ao grupo.

A falta de amorosidade desune as pessoas e certamente afasta os elementos do grupo e da família. Mas em primeiro lugar, afasta-nos de nós!  Antes de falar sobre ternura é preciso voltar a sentir ternura, trabalhar a ternura em nós, experimentá-la conosco.

Então, vamos pensar um pouco. Proponho duas perguntas mas por favor podem pensar em outras…

Quando teve um ato de Ternura com você mesmo?

E a outra:

Quando foi a última vez que você foi “Terno” consigo mesmo?

Para se sentir pleno de TERNURA e entender que o mundo não está contra você e que o equilíbrio e a paz podem estar a seu alcance, 

é só clicar aqui 

http://www.essenciasdagua.com/formulacoes/ternura.php

Comprar é na loja virtual –  http://www.loja-essenciasdagua.com/

Santo Antônio ou São José?

santo AntonioCoitadinho de São José!

É sim, não é brincadeira. Ele é sempre a bola da vez. Melhor dizer que nesta data ele é a bola da vez. Mas me parece que, na verdade, só ele tem vez. Como comemoramos o dia de Santo Antônio logo a seguir ao dia dos namorados, as esperanças dos que não têm um amor ainda recaem sobre ele; com muita força.

Soube, porém, por dona Yolanda a mãe de uma amiga, que Santo Antônio é bom mesmo em encontrar as coisas perdidas; a quem, aliás, recorre juntamente com nosso já conhecido São Longuinho – para se colocarem atrás de tudo que perdemos; e, talvez venha daí mesmo como disse um historiador carioca no Jornal da Tarde, se bem me lembro, a fama deste santo, que ele encontre os amores perdidos também, ou até mesmo aqueles que nunca foram encontrados, digo antes deste dia do santinho!

Agora, segundo esta senhora que estuda e por isso entende muito de muitos dos santos da igreja católica em questão, quem deveria ser reverenciado nesta data ou para estes assuntos de cunho amoroso ou de situação familiar ou sobre casamento é outro santo bem mais capacitado que Santo Antônio – que nem casado foi, diga-se de passagem!

Quem realmente é o cara que entende disso, aquele que faz a festa nas famílias e nos lares, que une realmente os casais, pois é ele que assume os compromissos sem olhar o peso e a responsabilidade que tem e traz em si; aquele que não pensa na força e na coragem necessária para formar uma família, ou leva-la adiante, quem mais senão São José.

Ele mesmo, o pai de Jesus, ele é o patrono da família, é que quem quer casar deve evocar e chamar. Quem formou uma família, sem muito questionar, aceitou a missão e a abraçou a causa e com ela seguiu até o final.

Se existe um Santo em quem se pode confiar nesta situação com certeza não é Santo Antônio, mas sim São José, confie e verá; disse-me a senhora que contou toda a história.

Então, hoje sem tirar a vez de Santo Antônio, afinal foi aniversário dele ontem, que sempre foi um santinho e que sempre foi muito reverenciado em casa e todo lugar, estou só colocando uma nova possibilidade para quem estiver querendo fazer mais uma “fezinha em mais um santo” e encontrar a alma gêmea.

Não esqueça faça a escolha de uma carta no TAROT das ESSÊNCIAS D’ÁGUA e veja o ela revela para você!
www.essenciasdagua.com/  
ou click direto BEM aqui
http://www.essenciasdagua.com/escolha2/escolha2.php

MÃE É MÃE!

5781Tenha certeza e não importa o que digam.

Ser mãe é ver no mundo externo o que incorporamos de tudo que vivenciamos com as mães de nossa vida, sejam elas quantas forem. Cada um tem sua cota de mãe ou mães no mundo!

A história que ouvimos “desta espécie” tão antiga quanto o planeta é de admirar; uma vez que esta é uma das poucas espécies que resistiu ao caos, e com sua poderosa determinação foi se adaptando a nova forma de vida da Terra. Uma espécie com senso de dever e maternagem muito fortes; não importa de qual continente seja; na época em que o chamado da natureza aparece, nada poderá impedir de seguir em frente e conseguir seu intento, apenas ser mãe, afinal!

Esta decisão a faz forte e corajosa; capaz de vencer tormentas e chegar a mudar sua vida para sempre, seja de que forma for. Passe pelos percalços que passar. O que conta nesta hora com este chamado, é a maternidade.

A memória celular desta fase e seu clamor tem sido uma escalada de anos de transformações e muita psicoterapia, para conseguir conjugar os verbos engravidar e trabalhar – juntos – por estar atrás de uma mesa de escritório. Maternidade e carreira se tornaram aliadas, sim!

O tempo tem mostrado isso com muita propriedade e clareza. Não só são compatíveis como podem ser até mesmo complementares. Um não impede o outro de existir. Em alguns casos parece que se fortalecem.

Pode ser difícil cumprir metas e ter determinação para efetivá-las, num mundo já repleto de inovações e sem garantia alguma de uma resposta positiva se aquilo que fazemos com tanta fé irá vingar.

O que vemos são mães atarefadas e correndo, assim como executivas que sabem muito bem embalar seus bebes, e preparar mamadeiras. Estresse existe para mães com carreira ou para profissionais sem filhos. Vida que é vida não sobrevive sem estresse, acredite! O que pode mudar é o grau, mas sem estresse é difícil… todas as necessidades humanas causam estresse, por isso procuramos o que comer, beber, lugar para dormir, etc.

Essência D’Água que nos faz lembrar esta determinação é a da Tartaruga Verde, pois tem a mesma “força de decisão” e “capacidade de executar” os planos de sua espécie até o fim. Ela atravessa os mares para ir colocar seus ovos na mesma praia em que nasceu, esteja onde estiver, tenha que nadar o quanto tiver de nadar. Disciplina e realização andam juntos nesta essência d’água.

No texto chamado A Força Feminina da Realização que está aqui no STUM você poderá ler o paralelo que existe entre as mulheres e as tartarugas verdes.

Com ele parabenizo as mães que com disciplina e garra, nos deram a vida!